46 anos depois, Yoko Ono pode ganhar crédito em Imagine

Uma gravação em que John Lennon diz que a mulher, Yoko Ono, merecia constar nos créditos de Imagine, um dos grandes hinos da era hippie, vai ser usada em um processo que pode, enfim, inserir o nome da artista plástica entre os autores da composição, 46 anos depois do seu lançamento. O processo é estudado nos Estados Unidos pela National Music Publishers Association, instituição que reúne editoras de música, e foi anunciado pelo CEO da organização, David Israelite, durante um evento em Nova York, de acordo com a revista americana Variety. 

 

Foi Israelite quem, no evento, mencionou a gravação do ex-beatle. Nessa fita, Lennon afirmaria que Yoko não foi apenas inspiração, mas influenciou a criação da música. A letra, em que Lennon

 

pede que as pessoas imaginem cenários diversos (sem guerra, sem fome) teve como base o livro de poesia Ono Grapefruit, de Yoko, que inclui uma série de comandos similares, embora mais enigmáticos, como: “Imagine sua cabeça cheia de lápis / Imagine um deles quebrado”. Obras nessa mesma linha podiam ser vistas na exposição de Yoko Ono realizada neste ano no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Search By Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square