Esta foi a obra que originou o texto do espetáculo Florbela Espanca - a hora que passa. Para a construção desta dramaturgia, a escritora Lorenna Mesquita Lorenna Mesquita recortou poemas, cartas, contos e o diário de Florbela Espanca e os costurou, transformandoos no último relato (ficcional) da poetisa portuguesa pouco antes de morrer, no dia do seu aniversário de 36 anos, em 8 de dezembro de 1930. Florbela relembra a infância, os casamentos, o fazer artístico e filosofa sobre a Vida, a religião, a sociedade e o amor.

Florbela Espanca - Endiabrada Bela!

R$ 30,00Preço